População e amostra

Qualquer estudo científico enfrenta o dilema de estudo da população ou da amostra. Obviamente tería-se uma precisão muito superior se fosse analisado o grupo inteiro, a população, do que uma pequena parcela representativa, denominada amostra. Observa-se que é impraticável na grande maioria dos casos, estudar-se a população em virtude de distâncias, custo, tempo, logística, entre outros motivos.

A alternativa praticada nestes casos é o trabalho com uma amostra confiável. Se a amostra é confiável e proporciona inferir sobre a população, chamamos de inferência estatística. Para que a inferência seja válida, é necessária uma boa amostragem, livre de erros, tais como falta de determinação correta da população, falta de aleatoriedade e erro no dimensionamento da amostra.

Amostras relacionadas

Quando se retira aleatoriamente dois elementos de uma mesma população e expõe-se apenas um elemento a um determinado fator (propaganda, por exemplo). Avalia-se o impacto junto aos dois elementos.

Amostras não relacionadas

Apenas um elemento é selecionado e exposto ao fator. Uma comparação é feita considerando o antes e o depois.

Próximo: Amostragem
Como referenciar: "População e amostra" em Só Matemática. Virtuous Tecnologia da Informação, 1998-2018. Consultado em 19/07/2018 às 03:03. Disponível na Internet em https://www.somatematica.com.br/estat/ap4.php