Medidas de dispersão

No tópico anterior, vimos algumas medidas de localização do centro de uma distribuição de dados. Veremos agora como medir a variabilidade presente num conjunto de dados.

Um aspecto importante no estudo descritivo de um conjunto de dados, é o da determinação da variabilidade ou dispersão desses dados, relativamente à medida de localização do centro da amostra.

Supondo ser a média, a medida de localização mais importante, será relativamente a ela que se define a principal medida de dispersão - a variância, apresentada a seguir.

Variância 

Define-se a variância, como a medida que se obtém somando os quadrados dos desvios das observações da amostra, relativamente à sua média, e dividindo pelo número de observações da amostra menos um.
   

Desvio-padrão 

Uma vez que a variância envolve a soma de quadrados, a unidade em que se exprime não é a mesma que a dos dados. Assim, para obter uma medida da variabilidade ou dispersão com as mesmas unidades que os dados, tomamos a raiz quadrada da variância e obtemos o desvio padrão.

O desvio padrão é uma medida que só pode assumir valores não negativos e quanto maior for, maior será a dispersão dos dados. 

Quanto maior for a variabilidade entre os dados, maior será o desvio padrão. 
   

Clique aqui para ver o exemplo 7

Como referenciar: "Medidas de dispersão, variância e Desvio padrão" em Só Matemática. Virtuous Tecnologia da Informação, 1998-2018. Consultado em 19/06/2018 às 20:57. Disponível na Internet em https://www.somatematica.com.br/estat/basica/pagina7.php