Você está em Entretenimento > Curiosidades

O matemático queimado por "feitiçaria"

O autor francês Alphonse Rebière, em sua obra Mathématiques et mathématiciens de 1889, conta que o czar Ivan IV da Rússia, apelidado "o Terrível", propôs certa vez um problema a um geômetra de sua corte. Tratava-se de determinar quantos tijolos seriam necessários à construção de um edifício regular, cujas dimensões eram indicadas. A resposta foi rápida e a construção feita veio, mais tarde, demonstrar a exatidão dos cálculos.

Ivan, impressionado com esse fato, mandou queimar o matemático, persuadido de que, assim procedendo, livrava o povo russo de um feiticeiro perigoso.


Ivan IV ou Ivã IV, czar da Rússia

Outro fato curioso foi que o famoso François Viète, fundador da Álgebra Moderna e talentoso matemático, também acabou sendo incluído entre os magos e feiticeiros de seu tempo.

Os historiadores contam que durante as guerras civis na França, o rei Henrique IV interceptou um despacho secreto da Espanha, que foi passado para Viète. O matemático então decifrou um código secreto que os espanhóis criaram para correspondência, onde figuravam cerca de 600 símbolos diferentes, periodicamente permutados por uma regra que só os súditos mais íntimos do rei espanhol Felipe II conheciam.

Quando Filipe II soube que os inimigos haviam descoberto o segredo do código, até então tido até então como indecifrável, levou ao papa Gregório XIII a denúncia de que os franceses recorriam aos sortilégios diabólicos da feitiçaria, denúncia a que papa não deu a mínima atenção.

Referência: Adaptado de "Matemática Divertida e Curiosa". TAHAN, Malba

<< Anterior
As unidades byte, kB, MB e GB
Próxima >>
Duas somas muito interessantes
Como referenciar: "O matemático queimado por "feitiçaria"" em Só Matemática. Virtuous Tecnologia da Informação, 1998-2018. Consultado em 14/11/2018 às 13:04. Disponível na Internet em https://www.somatematica.com.br/curiosidades/c120.php