Charles Babbage

Charles Babbage nasceu em 26 de dezembro de 1791, em Londres, filho de um banqueiro. Sua família proporcionou-lhe uma vida abastada desde o início. Desde cedo apaixonou-se pela matemática mas ficou descontente com o ensino em Cambridge, estudando por conta própria as obras de Newton, Leibniz e Euler.

 

Em 1812, encorajado pelos amigos, montou a "Sociedade Analítica", formada por estudantes de Cambridge. Seus primeiros trabalhos foram a história do cálculo e uma tradução inglesa de Lacroix. Aos 24 anos, em 1816, foi eleito membro da Royal Society de Londres. Passou a escrever diversos artigos a respeito de diferentes tópicos da matemática, nenhum porém particularmente importante.

Apesar se ter-se tornado um membro, assim descreveu o Conselho da Sociedade Real: "Um monte de homens que se elegeram uns aos outros, jantam juntos às custas da Sociedade para se louvarem uns aos outros regados a vinho e depois entregarem medalhas uns aos outros."

Em 1819, formulou um plano para a construção de tabelas de logaritmos a partir de cálculos efetuados por uma máquina. Começou a construir uma pequena "Máquina de Diferenças", terminando seu projeto em 1822. Anunciou sua invenção ao mesmo tempo em que proclamou a necessidade de construir uma máquina maior. Em 1823 foi condecorado pela Sociedade Astronômica por sua pequena máquina. Começou então a buscar recursos para a construção da máquina grande. Conseguiu recursos públicos e projetou para 3 anos o final da construção de sua máquina, que inclusive apresentava teoricamente um mecanismo de impressão automático.

O orçamento inicial "estourou" e a construção se mostrou mais lenta do que o esperado. Em 1827, várias tragédias se abateram sobre Babbage. Morreram seu pai, sua esposa e dois de seus filhos. Além disso, sua saúde não ia bem. Foi necessário suspender o projeto por alguns anos. De 1834 a 1842 a construção foi retomada, com grandes gastos do governo e também de sua fortuna pessoal. Até que, como os resultados não se mostravam satisfatórios, o governo suspendeu a ajuda e o projeto novamente estancou.

Durante a construção da máquina de diferenças, Babbage vislumbrou a ideia de um mecanismo ainda mais sofisticado: a "Máquina Analítica". Embora essa não tenha passado dos desenhos e planos, contemplava, em essência, os fundamentos dos modernos computadores.

Babbage faleceu em Londres em 18 de outubro de 1871 e embora seus planos de máquina analítica nunca tenham saído do papel durante sua vida, tornaram-se clara indicação, mais tarde, que com o desenvolvimento dos recursos tecnológicos suas idéias (com vários aperfeiçoamentos, evidentemente) seriam postas em prática e transformariam o mundo no século XX.

Como referenciar: "Charles Babbage" em Só Matemática. Virtuous Tecnologia da Informação, 1998-2018. Consultado em 23/01/2018 às 12:17. Disponível na Internet em https://www.somatematica.com.br/biograf/babbage.php