Você está em Ajuda > Artigos

O Último Teorema de Fermat

Alamir Rodrigues Rangel Júnior
William Paulino, Fellipe Barros de Souza
Jean Carlos Viana de Sousa

Introdução

Este trabalho tem como objetivo fazer um apanhado histórico do Último Teorema de Fermat, explicando sua origem e os acontecimentos relacionados ao mesmo ao longo da história até chegar aos dias atuais, enfocando a sua importância para o desenvolvimento da matemática nos últimos três séculos, visto que trata-se de um dos problemas mais instigantes da história da matemática e que vem levando matemáticos de todas as épocas a tentar solucioná-lo.

No desenvolvimento, o presente trabalho tentará explicar o porquê de tamanho interesse em um problema aparentemente simples. Veremos que o mesmo não é tão simples e que a solução do mesmo é mais relevante do que se poderia supor a princípio, levando inclusive à criação de um prêmio milionário para aquele que conseguisse solucioná-lo, e inúmeros feitos durante os três séculos de tentativas de solução.

I – A origem do problema

1.1 Quem foi Fermat?

Pierre Fermat viveu na França do século XVIII e era funcionário público na cidade francesa de Toulouse, a matemática para ele era um passatempo, dedicando seu tempo livre a mesma. Uma das características de Fermat que ficou famosa era o seu costume de apresentar a outros matemáticos problemas desafiantes, que muitas vezes deixavam seus contemporâneos irremediavelmente atolados na tentativa de solucioná-los. Foi com essa característica desafiadora e pesquisando autores gregos antigos que Fermat criou uma proposição muito semelhante ao teorema de Pitágoras, mas que diferente deste, não tinha uma solução, essa proposição atravessou os tempos e ficou conhecida como o último teorema de Fermat.

Um detalhe importante sobre Fermat é que ele era considerado um matemático amador, apesar da qualidade de sua produção ter sido excelente, assim sendo não havia uma preocupação por parte do mesmo de documentar o seu trabalho, visto que seu interesse pela matemática não era profissional, isto com certeza dificultou o estudo de sua obra, de excelente qualidade, mas feita de forma amadora. Essa característica da personalidade de Fermat ajudou a criar o mistério em torno do seu último teorema que não pode ser solucionado de imediato como os demais o foram.

1.2 As observações de Fermat

O mérito da descoberta desta proposição se deve ao seu filho mais velho, que percebeu várias notas de Fermat em um livro de Aritmética que pertencia a este, pois o mesmo tinha o hábito de fazer anotações em livros. Após a descoberta pelo filho, essas notas foram publicadas no livro Arithmetica de Diofanto Contendo Observações por P. de Fermat, em 1670, o livro apresentava 48 observações sem, no entanto, solucionar as demonstrações, que foram provadas ao longo do tempo, menos uma que justamente por ter sido a última, ficou conhecida como o último teorema de Fermat.


Fig 1.: Capa da edição especial
com as notas de Fermat

Próxima página >>