Você está em Entretenimento > Poemas

Passeio matemático

Interpolei nesse caminho
A interseção de duas vidas
Tangenciei esferas erguidas
No binômio do teu ninho

Fiz arranjos de desejos
Na matriz da imaginação
Tua co-senóide então
Derivou-me com teus beijos

No prazer determinante
Da combinatória usual
Fostes meu discriminante
O meu módulo ideal

Sem limites te amei
Nos intervalos do pudor
Na tua geometria pequei
Com radical teor de amor.

Osiel Barbosa da Silva

<< Anterior
Aula de Matemática
Próximo >>
Acróstico matemático
Como referenciar: "Passeio matemático" em Só Matemática. Virtuous Tecnologia da Informação, 1998-2020. Consultado em 01/10/2020 às 00:32. Disponível na Internet em https://www.somatematica.com.br/poemas/p14.php

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

Produtos de quando CORONA era motivo de alegria

O sonho de ser cantor