Ensino Fundamental
 Ensino Médio
 Ensino Superior
 Trabalhos de Alunos
 Matemática Financeira
 Estatística
 Biografias Matemáticas
 História da Matemática
 Laifis de Matemática
 Softwares On-line
 Softwares Matemáticos

 Shopping Matemático
 Videoaulas em DVD
 Softwares em CD
 Pacotes Promocionais
 Só Vestibular

 Só Exercícios
 Desafios Matemáticos
 Matkids
 Provas de Vestibular
 Provas Online

 Área dos Professores
 Comunidade
 Fóruns de Discussão
 Artigos Matemáticos
 Dicionário Matemático
 FAQ Matemática
 Dicas para Cálculos

 Jogos Matemáticos
 Mundo Matemático
 Histórias dos Usuários
 Curiosidades
 Simulador da Mega-Sena
 Absurdos Matemáticos
 Pérolas da Matemática
 Paradoxos
 Piadas e Charges
 Charadas
 Poemas
 Palíndromos

 Indicação de Livros
 Símbolos Matemáticos
 Frases Matemáticas
 Matemática para o Enem
 Fale conosco

Busca geral

Pesquisa em todas as seções do site.


Gostou do site?

Recomende-o para um amigo.

Seu nome:

Nome do seu amigo:

E-mail do seu amigo:


George Pólya

George Pólya nasceu a 13 de Dezembro de 1887 em Budapeste (Hungria), de família judaica de origem polaca. Faleceu a 7 de Setembro de 1985 em Palo Alto, na Califórnia (Estados Unidos). Foi um excelente estudante no ensino secundário, apesar da escola que frequentava valorizar muito a aprendizagem com base na memória, prática que Pólya considerava monótona e sem utilidade.

 

 

Licenciou-se em 1905, tendo sido considerado como um dos quatro melhores alunos do seu ano, o que lhe permitiu ganhar uma bolsa de estudos na Universidade de Budapeste. Então, começou por estudar Direito, seguindo os passos de seu pai. No entanto, não gostou do curso e passou a estudar línguas e literaturas. Depois, interessou-se por Latim, Física, Filosofia e finalmente por Matemática tendo, em 1912, concluído o seu doutorado. 



No Outono de 1913 foi para Göttingen, onde conheceu Hilbert. Ainda durante este ano, publicou um dos seus maiores resultados, a solução do problema do passeio aleatório. Em 1913 foi para Paris trabalhar no seu pós-doutoramento. Em 1914 assumiu um cargo na Universidade de Zurique onde conheceu Hurwitz. Nesse mesmo ano, foi chamado pelo seu país para a guerra mas recusou-se a prestar serviço militar. O medo de ser preso por não ter respondido à chamada fez com que apenas regressasse a Hungria depois de ter terminado a Segunda Guerra Mundial.  



Em 1924, trabalhou com Hardy e Littlewood em Oxford e Cambridge. Publicou a classificação dos planos de simetria em dezessete grupos, o que mais tarde viria a inspirar Escher. Em 1925, juntamente com Szegö, publicou: "Aufgaben und lehrsätze aus der Analysis" e "Die grundlehren der mathematischen wissenschaften". Em 1940, com receio de uma possível invasão alemã da Suíça, decidiu ir para os Estados Unidos. Em 1942 aceitou o cargo de professor na Universidade de Stanford, onde permaneceu até sua retirada do ensino, em 1953. 



Em 1945, publicou um dos seus livros mais famosos: “How to Solve it". Seguiram-se "Isoperimetric Inequalities im Mathematical Physics" (1951); “Matemathics and Plausible Reasoning” (1954) e “Mathematical Discovery” (1962-64).

 

* Foto obtida do MacTutor History of Mathematics archive (http://www-history.mcs.st-andrews.ac.uk).

 

<< Voltar para Biografias

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário
Anuncie | Investidores | Sala de imprensa | Sugestões | Fale conosco

Copyright © 1998 - 2017 Só Matemática. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.